R$58,00

12x de R$5,79 5% de desconto pagando com Deposito Itaú Ver mais detalhes
Capitalismo, machismo e racismo andam de mãos dadas, tanto no centro quanto na periferia do sistema. É na difícil e incontornável tarefa de captar as articulações entre essas opressões cruzadas que este livro oferece uma contribuição fundamental. Fruto do intercâmbio científico entre França e Brasil e organizado por uma equipe interdisciplinar liderada pelas pesquisadoras Alice Rangel de Paiva Abreu, Helena Hirata e Maria Rosa Lombardi, o Gênero e trabalho no Brasil e na França: perspectivas interseccionais atualiza o debate contemporâneo sobre a desigualdade de gênero ao abordar as complexas relações entre trabalho, cuidado e políticas sociais. Apesar dos avanços nas últimas décadas, este livro revela que não temos muito a comemorar. Reunindo textos de mais de 30 autoras/es nacionais e internacionais, a obra documenta os limites da incorporação das mulheres no trabalho realizado na esfera pública, do ponto de vista do tensionamento das desigualdades econômicas entre os gêneros. Mesmo ao alcançarem lócus de poder, as mulheres, tanto na sociedade brasileira quanto na francesa, tendem a ocupar posições inferiores e de menor prestígio. À luz das teorias feministas, este Gênero e trabalho no Brasil e na França mostra que a disparidade salarial, a dificuldade para ascender na carreira e a segregação enfrentadas por mulheres são problemas globais.