R$45,00

10x de R$5,25 5% de desconto pagando com Deposito Itaú Ver mais detalhes
Entregas para o CEP: Alterar CEP
Nossa loja
  • Livraria Simples - Rua Rocha, 259 - Bela Vista, Sao Paulo - Próx. Metrô Trianon Masp - De segunda a sábado das 10 às 18h.
    Grátis

Em Estado de Choque – Sobrevivendo em Gaza sob Ataque Israelense traz as crônicas do jovem jornalista palestino Mohammed Omer, testemunha ocular das atrocidades cometidas na Operação Margem Protetora, última ofensiva israelense que devastou a Faixa de Gaza, deixando ao final de sete semanas de hostilidade 2.200 palestinos mortos — com uma taxa histórica de 77% mortes entre civis e 536 crianças assassinadas. Além da carnificina realizada sob as vistas grossas da comunidade internacional, os bombardeios deixaram um rastro de destruição, atingindo hospitais, abrigos e escolas — duas delas protegidas pela ONU —, ferindo mais de 10 mil palestinos.

Nas páginas do livro, Omer narra o terror daqueles dias: cadáveres são conservados como vegetais em geladeiras desligadas por falta de energia elétrica; famílias correm para fora de seus apartamentos depois de serem informadas por telefone que o F-16 israelense destruiria o edifício nos próximos três minutos; jovens fardados descarregam suas metralhadoras contra tudo que se move, com o aval de seus superiores; drones passam zunindo no céu e cemitérios são alvejados por mísseis para que a população não encontre seus familiares enterrados.

A verve de sua crônica é considerada o equivalente literário das 82 gravuras de Os Desastres da Guerra, ilustrada pelo pintor Francisco Goya. Ao longo do caos, o jovem jornalista mantém o frio distanciamento do repórter profissional, determinado a registrar com precisão o que está ocorrendo ao seu redor.

Entre suas linhas, a indignação ferve, com uma verdadeira polifonia de pessoas comuns em uma situação limite; ficamos imaginando como Israel, uma sociedade amplamente elogiada no Ocidente como democrática e civilizada, pode bombardear despreocupadamente uma população detida numa prisão a céu aberto. Este não é apenas mais um livro sobre o sofrimento dos palestinos, é um relato de sobrevivência excepcionalmente bem escrito.