R$20,00

12x de R$2,00 5% de desconto pagando com Pix ou Depósito Ver mais detalhes

A reinvenção da poesia, da cidade, do corpo unem-se nos slams. É o momento de assumir a cidade como um território de disputa por intervenção da palavra. E essa disputa fica evidente quando cada poeta se coloca frente ao público e mostra a potência da palavra, a palavra-mulher. A caneta, utilizada antes da performance para rabiscar poesias, expõe o grito latente que reverbera a voz feminina cada vez que sua poesia-dor, sua poesia-força, sua poesiaautoamor encontram seus pares nesses espaços de resistência da arte e chegam às linhas deste livro. É o empoderamento coletivo de mulheres que se reconhecem nos versos que sussurram aconchego e força em nossos ouvidos através de vozes que ocupam territórios e páginas e já não podem ser silenciadas.