R$59,00

12x de R$5,89 5% de desconto pagando com Deposito Itaú Ver mais detalhes
Entregas para o CEP: Alterar CEP
Nossa loja
  • Livraria Simples - Rua Rocha, 259 - Bela Vista, Sao Paulo - Próx. Metrô Trianon Masp - De segunda a sábado das 10 às 18h.
    Grátis
Diferentes facetas de Karl Marx aparecem neste volume que reúne perspectivas de amigos, familiares, companheiros de luta e herdeiros do legado político e científico do fundador do socialismo científico. Assinados por nomes como Friedrich Engels, Vladímir Ilitch Lênin e Clara Zetkin, os textos são diversos no formato e na abordagem. A obra conta com apresentação de João Quartim de Moraes e orelha de Virgínia Fontes. São 18 textos de 13 autores, desde depoimentos daqueles que conviveram proximamente a ele, trazendo memórias de eventos prosaicos, até reconstruções bibliográficas feitas décadas após sua morte com a finalidade de edificar Marx e sua teoria como guias dos trabalhadores do mundo. Um verdadeiro compêndio para compreender como a imagem do homem Karl Marx foi construída pela perspectiva de pessoas que não eram biógrafos de profissão, mas que foram essenciais para dar continuidade a seu legado.Entre os textos de Friedrich Engels que integram a coletânea, o discurso escrito após a morte do amigo e correligionário compara o legado de Marx ao de Darwin: 'Karl Marx foi um daqueles homens proeminentes que os séculos produzem em pequena quantidade. Charles Darwin descobriu a lei do desenvolvimento da natureza orgânica em nosso planeta. Marx é o descobridor da lei fundamental segundo a qual a história humana se move e se desenvolve'. Intitulado 'Notas avulsas', o depoimento de Eleanor Marx, filha mais nova de Karl, é carregado de recordações. Eleanor ironiza a imagem de que o pai era um homem 'amargurado, inflexível e inacessível, como uma espécie de deus do trovão solitário'. Equivocada, essa imagem era vista com espanto por aqueles que o conheceram ao longo da vida: 'Tal tipo de caracterização do mais divertido e alegre de todos os homens que já viveram, do homem de humor transbordante cujo riso penetrava irresistivelmente nos corações, do mais amável, gentil e simpático de todo os companheiros', descreve Eleanor. O artigo de Lênin 'Karl Marx: breve esboço biográfico seguido de uma exposição do marxismo', escrito para o Dicionário Enciclopédico Granat, foi um dos mais importantes textos a difundir a vida e a obra de Marx nas primeiras décadas do século XX. Assim como ele, pensadores e líderes políticos como David Riazánov e Clara Zetkin recorreram também à escrita e à publicação de informações biográficas nessa época de ouro da expansão das organizações de trabalhadores e de divulgação do socialismo. Diante de uma guerra que se avistava, Zetkin profere um belo discurso por ocasião do trigésimo aniversário de morte do filósofo, em março de 1913: 'Marx queria desencadear a mais descomunal vontade que já moveu a história: a vontade em massa dos proletários de todos os países civilizados. Ele queria guiá-la para o ato mais colossal de todos os tempos: a transformação do mundo por meio da anulação da dominação de classes e a construção da sociedade socialista'.